sábado, 30 de junho de 2012

BREVES (1)



Nelson Martins tem estado a publicar divertidas tiras na revista "Abolsamia".



Fernando Relvas tem novo álbum, "Sangue Violeta e Outros Contos" (Ed. El Pep), que foi apresentado em Maio no Salão de Beja.



José Ruy tem também um novo álbum, "Leonardo Coimbra e os Livros Infinitos", com edição Âncora.



O álbum de estreia de Paulo Monteiro, "O Amor Infinito Que Te Tenho", já vai na segunda edição e muito em breve será editado em Inglaterra e no Brasil.

NOVIDADES EDITORIAIS (3)



PROVÉRBIOS... COM GATOS - Interessante e divertido álbum elaborado por Catherine Labey e com edição Asa.
Uma terna visita aos nossos populares provérbios, com uma bem achada participação felina através da Banda Desenhada. Merece uma bem simpática leitura.



CUBA TOURISTA - Um jovem casal francês, Anna e Alex, vai de férias a Cuba. O entusiasmo domina-os. Mas Alex é um desastrado e trapalhão de todo o tamanho. E, pelas suas confusões, sucedem-se hilariantes situações para saudável delírio dos leitores. Com edição Vents d'Ouest, a obra é criação de Yves Montagne.



LE POIDS DU PASSÉ - Com argumento de Kid Toussaint, grafismo de José Maria Beroy e edição Casterman "Le Poids du Passé " é o primeiro tomo da dramática série "A l'Ombre du Convoi".
Bélgica, na noite de 12 para 13 de Novembro de 1943. Algures, entre Malines e Louvain, um combóio é imobilizado na via férrea. Partira de Bruxelas em direcção a Auschwitz... Assim, no decorrer de uma noite, três destinos oscilam no momento do ataque a um combóio de deportados por um grupo de resistentes.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

PUBLICAÇÕES ITALIANAS SOBRE CAPRIOLI À VENDA EM MOURA (1)




Chegaram esta semana as publicações da ANAFI (Associazione Nazionale Amici del Fumetto e dell'Ilustrazione), com histórias ou artigos sobre Caprioli. As edições ANAFI são de excelente qualidade, quer em termos de conteúdo quer em termos gráficos e merecem fazer parte da estante de qualquer coleccionador.
Aqui deixamos a lista de títulos e respectivo preçário para quem estiver interessado.


Histórias completas:
La pattuglia bianca (2003) - 25 euros
La leggenda di Beowulf (2007) - 15 euros
Il segno insanguinato, I parte (2009) - 15 euros 
Il segno insanguinato, II parte (2009) - 15 euros 
Dawn delle isole e altre storie (2011) - 30 euros

Além disso, as seguintes revistas com histórias, artigos ou inserções:
Il Fumetto n.15/1988 - 15 euros
Fumetto n.40/2001 - 15 euros
Fumetto n.42/2002 - 15 euros
Fumetto n.53/2005 - 15 euros
Fumetto n.56/2005 - 15 euros
Fumetto n.70/2009 - 15 euros
Fumetto n.80/2011 - 15 euros 

Os preços incluem já os portes de correio.
Os pedidos serão atendidos por ordem de chegada e podem ser feitos para os seguintes contactos:


Telefone: 285 250 400 (ext. 504) (Câmara Municipal de Moura)
e-mail: carlos.rico@cm-moura.pt


Nos próximos dias aqui colocaremos informação mais detalhada sobre cada uma destas publicações.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

NOVIDADES EDITORIAIS (2)



MAGALHÃES, MAGELLAN, MAGELLANOA heróica epopeia do nosso Fernão de Magalhães tem sido diversas vezes adaptada à Banda Desenhada por artistas nacionais (Fernando Bento, Vítor Péon, Baptista Mendes,etc) e estrangeiros (Eduardo Barreto, Franco Caprioli, Guido Buzzelli, Albert Weinberg, etc).
A mais célebre foi "Magellano" pelo genial italiano Franco Caprioli, publicada em " Il Giornalino" e depois em Portugal, na revista " Cavaleiro Andante ", com o título " A Primeira Volta ao Mundo".
Agora, pela francófona Éditions Glénat, apareceu uma nova versão (a cores), com argumento, prefácio e dossiê histórico de Christian Clot e grafismo de Thomas Verguet e Bastien Orenge: "Magellan, Jusqu'au Bout du Monde".
Com uma relativa e necessária ficção, é uma bela versão que merece bem ser lida e editada em português.



LE CARGO MAUDITO herói Yann Calec, da série "Tramp", deixa-se de grandes aventuras (pensa ele...), vive calmamente em Rouen com a esposa e a filha menor e resolve comprar um cargueiro abandonado, restaurá-lo e usá-lo em fretamentos. Mas enfrenta a oposição dos estivadores e embarcadiços locais, comandados na sombra por um mafioso concorrente, para além de certos acontecimentos alucinantes e um tanto tenebrosos.
O cargueiro estaria mesmo amaldiçoado?
Tem edição Dargaud.



ALIÉNOR - Com edição Delcourt, o primeiro tomo de uma trilogia, a série "Aliénor, la Légende Noire".
Com base na História, tem argumento de Simona Mogavino e Arnaud Delalande e arte do argentino Carlos Gomez.
Eleonor da Aquitânia foi uma mulher poderosa e com sede de poder, que não olhava a meios para conseguir os seus objectivos. Foi rainha de França, por casamento com o rei Louis VII, cujo enlace, algum tempo passado, foi anulado. Vem a casar com o rei inglês Henry II (donde, dos filhos nascidos, os famosos Ricardo Coração de Leão e João-Sem-Terra).
Demasiado política, Henry II torna-a prisioneira (a longa metragem "O Leão no Inverno", realizada em 1968 por Anthony Harry e com as brilhantes interpretações de Katherine Hepburn e Peter O' Toole, regista esta situação).
Aliénor (ou Eleonor) só vem a ser libertada pelo filho Richard, após a morte do rei. Mesmo assim, não sossegou...





DRACULA, L'IMMORTELEm conjunto, as editoras francófonas Casterman e Michel Lafon, estão a publicar a série "Dracula, l'Immortel", da qual já estão publicados os dois primeiros tomos. O terrível Drácula é "ressuscitado" nesta obra de Dacre Stoker (sobrinho-neto de Bram Stoker) e Ian Holt. Para a versão BD, o argumento é do belga Michel Duframe e o grafismo cabe ao polaco Piotr Kowalski.
A proposta, cheia de mistérios, confusões e "sustos" é bem interessante. Resta saber se no final, o vampiresco Drácula morre mesmo e de vez.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

EXPOSIÇÃO DE CAPRIOLI EM MOURA - FOTOS

Inaugurou em Moura, no passado dia 22 de Junho a exposição evocativa do centenário do nascimento de Franco Caprioli (comissariada por Luiz Beira, numa co-organização entre a Câmara Municipal de Moura e o GICAV - Grupo de Intervenção e Criatividade Artística de Viseu). A apresentação pública do nº. 4 da coleção "J.M." (fanzine de Jorge Magalhães, com chancela da CMMoura)  reforçou e completou a iniciativa uma vez que se a exposição trata da obra de Caprioli que entre nós foi publicada, o fanzine aponta, essencialmente, para a obra do grande desenhador transalpino em terras inglesas e italianas.
Aqui ficam algumas imagens sobre os dois acontecimentos.
Momentos antes de abrir portas...








E durante o decorrer da sessão de abertura...







Agradecemos à Câmara Municipal de Moura a cedência de algumas das fotos que ilustram este "post".




sexta-feira, 22 de junho de 2012

MOURA EVOCA CENTENÁRIO DE CAPRIOLI


Inaugura hoje, em Moura, uma mostra evocativa do centenário de Franco Caprioli.
Luiz Beira é o comissário duma exposição que revela, sobretudo, a obra de Caprioli publicada no nosso país, em revistas com o Cavaleiro Andante, Mundo de Aventuras, Jornal do Cuto ou Selecções BD.
A exposição (uma co-organização da Câmara Municipal de Moura e do GICAV) será complementada com algumas revistas italianas e cópias de originais, em grande formato, especialmente enviadas desde Itália por Fulvia Caprioli, filha do artista.
A sessão de inauguração tem lugar no Espaço Inovinter, às 18:00 horas, sendo, em simultâneo, apresentado publicamente o fanzine de Jorge Magalhães "Franco Caprioli: no centenário do desenhador poeta" (Ed. da Câmara Municipal de Moura).

segunda-feira, 18 de junho de 2012

NOVIDADES EDITORIAIS (1)


Apliquem bem os vossos euros, pois as novidades editoriais são bem tentadoras. Aliás, não pensamos gastar palavras com as que nos parecerem de menor valor ou, até mesmo, sem qualquer interesse. Ora então, por hoje, cá vai :




O PAÍS DOS CÁGADOS - Com texto de António Gomes Dalmeida e arte gráfica de mestre Artur Correia, é de um humor encantador e feroz ironia, relatando-nos a vida sócio-política do nosso Portugal nos tempos contemporâneos até à chegada da famigerada "troika". Uma obra irresistível com edição Bertrand.



MANEGAS, O INDIGNADO - Finalmente, o primeiro álbum do jovem Pedro Manaças. Teve apresentação e lançamento oficial no recente Salão Internacional de Banda Desenhada de Beja. Este novo herói da Banda Desenhada, o "Manegas", vai certamente tornar-se bem popular e ter longa carreira. 
Notável: é edição do autor que, para tal, bem sacrificou as suas economias.



BIRIBI - É o primeiro tomo da série francesa " La Grande Évasion", com edição Delcourt. Tem argumento de Sylvain Ricard e grafismo de Olivier Thomas. É um terrível registo da vida dos soldados condenados numa prisão militar, em Biribi, ponto infernal situado algures no deserto marroquino, no século XIX. Uma obra dura e revoltante, mas de conveniente leitura e apreciação.



VIVA  LAS VEGAS - É o quarto e penúltimo tomo da série " Poker", com edição Lombard. Tem guião de Jean-Christophe Derrien e grafismo de Simon Van Liemt.
Em Las Vegas, a "Meca do Jogo", Mark Middleton, esforça-se por se tornar num imbatível campeão de póquer. Dissimulado e atento, quer chegar à intimidade e confiança dos grandes senhores do jogo e assim descobrir os assassinos de seus pais e, logicamente, fazer justiça.




HÄN  SOLO / 1 - Com edição Polvo, este primeiro tomo da série "Hän Solo", teve também lançamento oficial no Salão Internacional de Banda Desenhada de Beja, a 26 de Maio. O autor é esse nosso jovem e premiado talento que se chama Rui Lacas. Nos cenários de Lisboa e de Madrid, Hän Solo, entre a solidão, os desencontros e a indignação, busca-se a si próprio. Uma narrativa que merece aplausos.



L'ÉTERNEL  SHOGUN - É o 23º tomo da série "Lefranc", iniciada pelo saudoso mestre Jacques Martin. Agora com argumento de Thierry Robberecht, tem arte gráfica de Régric (aliás, Frédéric Legrain). O jornalista-detective Guy Lefranc cai
nas convulsões políticas de um Japão desnorteado após se ter rendido aos
norte-americanos na 2ª Grande Guerra. Um álbum muito bem conseguido
com edição Casterman.

JOSÉ RUY APRESENTA ÁLBUM



É já na próxima quinta-feira, dia 21 de Junho, pelas 18:00 horas, que decorrerá a apresentação pública do álbum "Leonardo Coimbra e os livros infinitos", de José Ruy. 
A sessão terá lugar (muito apropriadamente) na Casa da Cultura Leonardo Coimbra, em Lixa, terra natal deste filósofo, político e professor português.
A apresentação do álbum insere-se nas comemorações do XVII aniversário da elevação de Lixa a cidade e tem chancela da Âncora Editora.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

CENTENÁRIO DE CAPRIOLI COMEMORADO EM MOURA COM EXPOSIÇÃO E FANZINE



E aqui está uma grande notícia revelada quase em primeira mão (só não o é porque já foi colocada no site oficial do Moura BD: www.mourabd.pt).
A Câmara Municipal de Moura, em parceria com o Grupo de Intervenção e Criatividade Artística de Viseu, produziu uma exposição (comissariada por Luiz Beira), intitulada “Franco Caprioli: no centenário do desenhador-poeta do mar”. A inauguração ocorrerá no próximo dia 22 de junho, pelas 18:00 horas, no Espaço Inovinter (Moura).
Na mesma ocasião, será apresentado um fanzine (profusamente ilustrado e com texto do investigador Jorge Magalhães) sobre a obra de Caprioli, dentro da linha de publicações BD de qualidade que Moura tem produzido nos últimos anos.
O fanzine inclui uma história completa, em oito pranchas, de Olac, o Gladiador (uma aventura nunca antes publicada a cores em Portugal e que Fulvia Caprioli - filha do artista - gentilmente nos autorizou a publicar).


Está, também, programada a venda de publicações italianas, com trabalhos de Caprioli, numa colaboração especial entre a ANAFI (Associazione Nazionale Amici del Fumetto e dell’Illustrazione) e a Câmara Municipal de Moura.

A lista de publicações italianas para venda é a seguinte:


La pattuglia bianca (2003)
La leggenda di Beowulf (2007)
Il segno insanguinato, I parte (2009)
Il segno insanguinato, II parte (2009)
Dawn delle isole e altre storie (2011)
Il fumetto n.15/1988
Fumetto n.40/2001
Fumetto n.42/2002
Fumetto n.53/2005
Fumetto n.56/2005
Fumetto n.70/2009
Fumetto n.80/2011

Quem estiver interessado pode reservar exemplares através dos seguintes contactos:
Telefone: 285 250 400 (ext. 504) ou e-mail: carlos.rico@cm-moura.pt

A exposição decorre até 8 de julho, todos os dias, das 9:00 às 12:00 h e das 17:00 às 19:00 h. Seguirá, depois, para Viseu onde será exposta em datas a designar brevemente.




Breve biografia de Caprioli


Franco Caprioli, um dos mais ilustres autores da banda desenhada italiana e mundial, nasceu em Mompeo, província de Rieti, no dia 5 de Abril de 1912.
Desde cedo, manifestou grande paixão pelas coisas do mar (talvez influenciado por um tio, Capitão de fragata), o que, aliado ao jeito para o desenho, originou um caso curioso: o pequeno Caprioli começou a desenhar o mar mesmo antes de o ter visto pela primeira vez! Esta paixão manteve-a ao longo da vida o que, naturalmente, se refletiu na sua obra, onde a temática marítima e os países exóticos tiveram um papel muito relevante. Por essa razão Caprioli ficou conhecido como “O Poeta do Mar”.
A sua “imagem de marca” foi a utilização do “pontilhismo” (técnica que consiste em desenhar pontos muito próximos uns dos outros, para dar a ilusão de sombras ou relevo), que aplicou com maestria nas histórias que desenhou.
A obra de Caprioli - imensa e magnífica – espraiou-se por revistas italianas mas também inglesas, francesas, belgas, espanholas e portuguesas.
Na sua obra contam-se algumas das melhores adaptações de clássicos da literatura popular, muitas delas publicadas no nosso país como, por exemplo, “A Ilha Misteriosa”, “Miguel Strogoff”, “Os filhos do Capitão Grant”, “Os violadores do bloqueio” ou “Aventuras no Mar” (romances de Julio Verne, editados nos anos 70 e 80, sob a forma de álbum BD, e que hoje se encontram praticamente esgotados).
“Os filhos do Capitão Grant” foi mesmo a última história em que o artista trabalhou, deixando-a inacabada devido ao seu súbito falecimento, em Roma, a 8 de Fevereiro de 1974.
Outro desenhador italiano, Gino D’Antonio, completaria, posteriormente, o seu trabalho, desenhando as últimas sete páginas.



segunda-feira, 11 de junho de 2012

ADEUS, TALENTOS


Ainda o 2012 não ia a meio e já dois grandes talentos da BD, Ilustração e Cartune nos deixaram: o francês Jean Giraud (que também assinou como Gir e como Moebius) e o brasileiro Millôr Fernandes.
Jean Giuraud nasceu a 8 de Maio de 1938 e faleceu a 10 de Março deste ano. Das suas variadas e grandes criações, salientam-se as séries "Blueberry" e "Incal".

  




Millôr Fernandes nasceu a 16 de Agosto de 1923 no Rio de Janeiro, onde faleceu a 27 de Março de 2012. Chegou a usar o pseudónimo de Vão Gogo.
Terrivelmente irónico, era multifacetado: poeta, comediógrafo, tradutor, cartunista, desenhista, ensaísta, etc. Colaborou para "O Cruzeiro", "Veja", "O Guri", "O Pasquim", "Jornal do Brasil" e, em Portugal, para o "Diário Popular".





domingo, 10 de junho de 2012

PEDROSA PREMIADO EM ANGOULÊME



O jovem talento francês, descendente de portugueses, Cyril Pedrosa, foi premiado na recente edição do famoso Festival-BD de Angoulême, precisamente, pelo seu belíssimo álbum "Portugal".
Para quando no nosso País, uma corajosa e capaz editora para publicar
entre nós o "Portugal" de Cyril Pedrosa?


SOLTEIRÕES?!


Sob edição Asa, já existe em português o delirante álbum "Tudo Sobre os Solteirões" (Tout Sur les Celibataires, na publicação original belga pelas Éditions Joker).
Os guiões são de Valéry Der-Sarkissian e o grafismo, loucamente humorístico, é do "nosso" Nelson Martins.
Que maravilha no delírio de bem nos fazer rir!
Sugere-se: queremos mais, muito mais, destes talentos.

BREVE NOTA EXPLICATIVA

Este blogue é de co-autoria de Luiz Beira e Carlos Rico.
Era uma ideia antiga, várias vezes protelada. No entanto, a súbita paragem (provisória?...) em edição papel do semanário "Alentejo Popular", onde Luiz Beira manteve de 24 de Abril de 2008 a 3 de Maio de 2012 a página "Através da Banda Desenhada", fez apressar e efectivar este blogue, onde se dá continuação à rubrica citada. 
Se o "Alentejo Popular" se recuperar em papel, singrarão os dois processos, pois um não invalida o outro, antes pelo contrário, complementam-se consoante o gosto e a possibilidade dos leitores.